Ser pai. Da fantasia à realidade.

Era uma vez o pai da Juju.

Durante muito tempo da vida dela, ele foi um pai de verdade. Atuante, levava e buscava ela para a escola, comprava e fazia a comida dela. Cuidava dela quando chegava em casa, dava banho, brincava, dava o jantar. Levava-a em terapias, fonoaudióloga e demais tarefas como médico, dentista etc. Passado um tempo da separação da mãe da Juju, este pai se enganou muito tempo, achando que continuava sendo pai.

Fez um blog, expôs os momentos que passava com ela, mostrou como estudava se empenhava pra poder suprir algo que jamais será suprido: a presença diária na vida dela. Custou muito tempo para a ficha cair. Pai é aquele que está presente, não ausente.

Não adianta nada ter um amor maior que ele mesmo imaginou pela filha, se a guarda não é mais dele, se ele não decide mais nada sobre a vida dela, se não está na rotina diária dela. Pai cria condições constantes de troca, de experiências, de contato, de afeto. Por mais que este pai tente suprir essa falta do “todo dia” fazendo com que a qualidade do tempo dos dois juntos seja melhor, na verdade, nunca será a mesma coisa.

O pai da Juju falhou como pai. Falhou como provedor, como cuidador, como aquela referencia que ele sempre teve, como seu pai, seu tio etc. A Julia ainda respeita este pai. Ama, com certeza, esse pai. Mas ela vai sentir falta dele no dia a dia dela para sempre, porque não há como desfazer certas coisas. O pai da Juju fala com outros pais sobre o que ele foi. Não o que ele é. A verdade é esta.

Com o passar do tempo, Julia vai se esquecendo de como era conviver com seu pai. Ela vai se acostumando com esse ser que ama ela (e ela sabe disso) mais do que qualquer coisa no mundo, mas que está em alguns momentos da vida dela. Nada mais. De hoje em diante, o pai da Juju não vai mais se enganar pela ilusão de que basta o que ele faz.

Não basta. Sempre vai faltar um espaço, uma lacuna, um vazio que, em breve será preenchido. E, aos poucos, a importância dele vai reduzindo ao seu real tamanho. O pai da Juju falhou como pai. Mas ele vai se esforçar daqui para frente, ainda que longe, distante, para assegurar um futuro digno e seguro para ela. Nisso ele não pode falhar. É a última chance que ele tem em resgatar algo perdido: ser pai.

Anúncios

2 Comentários

  1. Renata Silveira

    O pai da Juju é o melhor pai que conheço !!!

    O pai da Juju vive por Ela, respira por ela …. É um AMOR INCONDICIONAL !!!! maravilhoso e lindo de se ver …
    O pai da Juju e a Juju tem tanta sintonia um com o outro ….. que é nítido de se ver, eles (pai e filha) conversam apenas com os olhos …. a troca de olhares, os gestos … enfim … isso sim é REAL !!!!
    O pai da Juju !!! nunca FALHOU !!! opsss se AMAR DEMAIS, SE DEDICAR-SE DEMAIS, a uma filha (o) principalmente como a princesa Juju …. for uma falha !!! Ai sim …. o pai da Juju falhou rsrsrs !!!!!! Mais sabemos muito bem que que não é falha alguma !!!
    O pai da Juju não falhou e nem vai falhar !!! sabem porque ???? ele a ama acima de tudo !!!!!
    Admiro e muito o pai da Juju … e espero e muito que muitos pais desse Nosso País fossem pelo menos a metade do que é o pai da Juju !!!!
    O pai da Juju é um ser humano incrível !!!! é o HERÓI DELA … e não existe distância, guarda no mundo que mude isso !!!
    Martin … vc é um EXEMPLO sim de PAI …., de SER HUMANO !!!

  2. Erika Molina

    Martin, todos nós falhamos essa é a verdade, somos humanos, não tem jeito! Mas falhamos tentando acertar sempre, e outras falhas nossas ocorrem fora do nosso controle, essas também são verdades absolutas.

    Quando falhamos como pais ou mães, os filhos no fundo, no fundo, sabem/sentem o que queríamos ter feito e isso para eles já é o bastante. Além do que filhos sempre perdoam seus pais por suas falhas, e sempre procuram dentro deles a justificativa para a falha de seus pais, porque eles acham que nunca é definitivamente dos pais a falha…rsrsrsrs.

    Forte abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: